Planos e Cargos e Salários da Saúde – Sinfargo lutando pelos Farmacêuticos do SUS e demais trabalhadores da Saúde

Nesta quarta-feira, dia 27, foi definida comissão para tratar do PCCS junto ao Conselho Estadual de Políticas Salariais e Relações Sindicais Consind (Consind). Esse grupo técnico – composto por dois representantes da bancada dos trabalhadores (Sindsaúde e Sinfar), dois da gestão e um do Consind – se reunirá na próxima quarta-feira, dia 4, às 15 horas, na SES. A presidente do Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de Goiás, Lorena Baía, e o farmacêutico Luiz Machado Nascimento Neto, representam a entidade, e a presidente do Sindisaúde-GO, Fátima Veloso, e a a farmacêutica Flaviana Barbosa representam o Sindisaúde-GO. ( Fonte:Sinfargo)

Veja matéria do Sindisaúde-GO abaixo:

DEFINIDO GRUPO TÉCNICO PARA TRATAR DO PCCS DA SES

http://www.sindsaude.com.br/noticias_ver/definido-grupo-tecnico-para-tratar-do-pccs-da-ses

Mais uma vez o Sindsaúde reivindicou a necessidade do novo Plano de Carreiras, Cargos e Salários (PCCS) repor as perdas salariais e manter os benefícios do Plano de 2005. Durante reunião extraordinária da Mesa de Negociação Permanente Estadual nesta quarta-feira, dia 27, foi definida comissão para tratar do PCCS junto ao Conselho Estadual de Políticas Salariais e Relações Sindicais Consind (Consind). Esse grupo técnico – composto por dois representantes da bancada dos trabalhadores (Sindsaúde e Sinfar), dois da gestão e um do Consind – se reunirá na próxima quarta-feira, dia 4, às 15 horas, na SES.

A presidenta do Sindsaúde, Maria de Fátima Veloso, expôs sua preocupação com a desvalorização da Mesa Permanente de Negociação à medida que a SES protocolou no Consind, no último dia 18, um Plano sem o conhecimento da Mesa. A representante da gestão informou que se trata do mesmo PCCS apresentado à Mesa e isso faz parte de um trâmite burocrático.

Os representantes dos Sindsaúde também destacaram a importância de rever a questão da proporcionalidade no Plano, item que não está sendo contemplado na atual proposta. Outro ponto argumentado pela bancada dos trabalhadores foi a inconstitucionalidade da inversão das carreiras dos auditores e médicos nesse novo plano. Além disso foi pontuada mais uma vez a questão da titularidade, que do modo como está posta não valoriza auxiliares e técnicos.

Foi definida reunião ordinária da Mesa no próximo dia 10 de dezembro, às 16 horas, na SES. Em pauta estarão os resultados da negociação com o Consind e a discussão o PCCS. (Fonte: Sindisaúde-GO)

27/11/2013

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*