Vereadores reajustam próprios salários e servidores da saúde continuam esquecidos

Enquanto a Câmara Municipal de Goiânia aprovou o projeto de Lei que concede revisão salarial de 4,08% aos vereadores e servidores dos Legislativo municipal, trabalhadores da saúde da Capital continuam sem a data-base que deveria ter sido paga em maio.

Em última reunião com os secretários do prefeito Iris Rezende (PMDB), eles propuseram pagar a data-base de 4,08% no mês de setembro, sem a retroatividade a maio – mês estipulado em lei para o pagamento desse benefício. Além de rejeitar a proposta, os sindicatos dos trabalhadores querem que o pagamento da data-base seja integral e com a retroatividade. “Os vereadores têm o poder de aumentar os próprios salários, mas não pensam nos trabalhadores”,  afirma a presidente do Sindicato dos Farmacêuticos, Lorena Baía.

ASSEMBLEIA

Uma grande assembleia unificada será realizada no dia 26 de julho, às 8 horas no Paço Municipal, para pressionar a prefeitura a cumprir com o pagamento de todos os direitos assegurados em lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*