Projeto das 20 horas já está na CCJ da Câmara e pode ser votado

O projeto das 20 horas já  está na Comissão de Constituição de Justiça da Câmara Municipal de Goiânia – CCJ. A previsão é de que pode ser votado na quarta (19/12) na CCJ  e quinta (20/12) no plenário, caso não ocorra sessão extraordinária. Para garantir a derrubada do veto do Prefeito  Paulo Garcia é preciso a mobilização das  categorias envolvidas e a presença na Câmara Municipal nos dois dias .

Em depoimento na  página “Movimento pela Isonomia! 20 hora já!”  no Facebook, a vice-presidente do Sinfar-Go Lorena Baía declarou que a luta  pela redução da  jornada de trabalho para Especialistas em Saúde já se tornou histórica.  Segundo a sindicalista é um movimento extremamente importante para garantir boas condições de trabalho, em especial para nós, categorias excluídas, que somos essenciais na organização e funcionamento de todos os serviços de saúde. De acordo com Lorena Baía, essa luta também interessa a toda a sociedade, pois o trabalho da equipe multiprofissional tem forte impacto na qualidade do cuidado em saúde, uma vez que são esses profissionais que prestam assistência durante as 24 horas e 365 dias no ano, ficando expostos diariamente a ambientes insalubres, com riscos biológicos e químicos, além do estresse físico e emocional entre outras condições desfavoráveis à saúde humana.

A Isonomia da Jornada de trabalho  com os médicos  segundo a vice-presidente do Sinfar-Go é uma luta pela valorização e dignidade dos trabalhadores, responsáveis por grande parte das ações de prevenção de doenças e promoção da saúde. “A Jornada de 20 horas é uma necessidade e enquanto houver esperança, por menor que seja, estarei na luta. Orgulho-me de fazer parte de um Sindicato (o Sinfar-GO) que junto ao Sindsaúde tem carregado esta bandeira como prioridade na defesa do trabalhador! Espero que outros Sindicatos também defendam seus trabalhadores e, sobretudo que os trabalhadores, de todas categorias entendam a importância de sua participação nesse processo, que é coletivo.
Juntos somos mais fortes!”, conclamou Lorena.

 

Entenda a luta pelas 20 horas

Defesa das 20 horas volta para Câmara para que vereadores derrubem veto do Prefeito

Manifestação no Paço contra veto a jornada de 20 horas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*