Roney Pereira Pinto trabalha para humanizar a distribuição de medicamentos de alto custo

#MeuTrabalhoTemValor – Olha só que apoia a campanha do Sinfargo:

Apesar do pouco tempo de carreira, Roney Pereira Pinto, 39 anos, já se define um farmacêutico realizado. Diretor técnico da Central de Medicamentos Juarez Barbosa, o profissional desenvolve um trabalho em prol do bem-estar dos pacientes que precisam de medicamento de alto custo, mas não têm condição de adquiri-los. Ele é o destaque da campanha #MeuTrabalhoTemValor  do Sinfargo no Dia do Farmacêutico 2016.

12606819_735563963212200_2119250621_n

Quando foi contratado, há quase quatro anos, Roney se empenhou em humanizar o atendimento e dar atenção às necessidades do paciente. A primeira missão era preencher o estoque. “Há três anos não falta nenhum medicamento aqui. Além disso, conseguimos incluir 36 itens no elenco de medicamentos”, diz o diretor. Atualmente a Juarez Barbosa distribui gratuitamente 175 tipos de medicamento.

A equipe de Roney, formada por 47 farmacêuticos, lida diariamente com portadores de doenças raras ou crônicas. São cerca de 42 mil pessoas beneficiadas todo mês. No caso daqueles com doença renal crônica, ir até a sede da Juarez Barbosa, localizada no Centro de Goiânia, torna-se um obstáculo. Daí surgiu o Med Clínica, um projeto elaborado por Roney em parceria com a farmacêutica Renata Fernandes da Costa.

“Ao invés do paciente ir atrás do medicamento, conseguimos fazer com que o farmacêutico vá até ele”, explica. Estão cadastradas no projeto oito clínicas que realizam hemodiálise. O trabalho humanizado tem, segundo Roney, 100% de aprovação dos pacientes. Os dados foram coletados em uma pesquisa que é realizada esporadicamente pela equipe. “A satisfação é do paciente e nossa também, por poder oferecer mais conforto a ele. Estamos aqui para isso”, comemora.

Já para o paciente que busca o medicamento na sede, Roney explica que desenvolveu um mecanismo para reduzir o tempo de espera nas filas. Representantes municipais ou de ONGs, que legalmente buscam medicamentos em nome de outras pessoas, agora são atendidos em guichês separados. “Diminui a fila e o tempo de espera”, resume o farmacêutico. Além disso, todas as etapas de execução do programa, desde a abertura dos processos até a dispensação dos medicamentos, foram informatizadas.

Roney e colegas

Roney e colegas

Futuro

A curta, mas importante trajetória de Roney no ramo da distribuição gratuita de medicamentos de alto custo, ainda tem metas a serem alcançadas. Segundo o farmacêutico, o próximo objetivo pessoal é instituir a atenção farmacêutica na Juarez Barbosa. “É uma consulta especializada. Acho importante que o paciente tenha um atendimento personalizado com algum dos nossos farmacêuticos”, diz.

A ideia é que todo novo paciente seja atendido em consultório. Desta forma, ele poderá entender a composição e os efeitos do medicamento, a melhor forma de armazená-lo e como utilizar da forma correta. Roney diz que optou atuar no ramo governamental porque sabe que seu ponto de vista técnico pode ajudar a trazer eficiência no atendimento ao público.

“Fiz graduação para me colocar à disposição dos pacientes e hoje vejo que consigo fazer isso de uma forma que me agrada e traz mais conforto ao paciente. Tenho muito orgulho da minha profissão. Faço porque amo e amo o que faço”, conclui.

 

2 comentários sobre “Roney Pereira Pinto trabalha para humanizar a distribuição de medicamentos de alto custo

  1. Fiquei muito emocionada com um gesto que eu presenciei do Sr. Roney, fico pensando o quanto as pessoas são privilegiadas por terem ele como Diretor do Juarez Barbosa, Sr. Roney se você faz o bem pra um animal de rua que vc nem conhece, como o que vc fez por aquela cachorrinha que estava o coro e osso, e sangrando na porta do Juarez e vc a pegou no colo toda suja e sangrando e levou ao veterinário, vc me emocionou muito com esse gesto tão nobre, se vc faz o bem a um animal, imagino o quanto vc é maravilhoso com os seres humanos, parabéns por ter esse coração tão bondoso, e que Deus continue te abençoando muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*